terça-feira, 22 de dezembro de 2009

A Estrada

video

("A Estrada" da Cidade Negra por Maria Gadú, Posto 8, Rio de Janeiro, ago/2009)

Aqui sentada diante do meu novo HP, encantada com a voz de Maria Gadú - que até dois dias nunca tinha ouvido falar -, me lembro do meu filho aos prantos nesta cadeira, há pouco mais de uma semana, gritando, e dizendo que odiava o nosso computador antigo porque ele estava muito, muito lento e já não suportava rodar o seu jogo preferido. Ele dizia que quando o novo aparelho chegasse, ele jogaria o antigo no chão e o chutaria até que ele desaparecesse.

Diante de tanta raiva, me lembrei de lembrar ao meu filho todas as coisas boas que vivemos com o computador antigo que, embora já não nos atendesse hoje, nos proporcionou tantos momentos alegres desde que chegou à nossa casa, à nossa vida: a criação de nossos blogs, tantas pesquisas e trabalhos bem sucedidos, tantas gargalhadas no You Tube, tanto carinho para lá e para cá via e-mail ao longo desses anos... que melhor seria simplesmente agradecermos por tudo o que pôde nos dar até aqui - e já não pode mais fazer - e deixá-lo seguir o seu caminho rumo a outro lar que possa se beneficiar do que ele tem para dar, que já não nos serve mais.

O choro cessou. Meu filho escolheu brincar do jeito que era possível.

E deu um novo passo.

2 comentários:

Menina Misteriosa disse...

Uau!
Que texto lindo... cheio de simbologia... passa tantas mensagens!
Gostei daqui e da sua forma de pensar e se expressar!
Feliz 2010...

Isabela Dantas disse...

Que bom, Menina! Fico feliz que tenha gostado!
Volte sempre, e que 2010 seja um ano maravilhoso para nós todas!